9 Motivos Para Você Expandir Seus Negócios em Barueri

Blog | Cidades | Negócios

Em poucas palavras, expansão de negócio é como uma empresa visa aumentar seu lucro por meio da abertura de novas filiais.

Uma expansão passa geralmente por estudos onde fatores como: localização, potencial de crescimento local, poder de compra do público alvo, políticas de incentivo e a gestão de sua empresa devem ser analisados.

Se você já abriu um negócio ou realizou sua expansão, com certeza se deparou com a difícil questão de crescimento de mercado, especialmente durante tempos de crise.

Ninguém melhor para dizer se um lugar é bom para se investir do que o próprio mercado local e verificar se ele está em ascensão ou declínio. A Revista Exame, pela 2ª vez consecutiva elegeu a cidade de Barueri como número 1, entre as 100 melhores cidades para se investir e fazer negócios.

A pesquisa contou com a importante consultoria Urban Systems para a apuração de 28 diferentes indicadores, dos 309 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes.

Por exemplo, para verificar os mercados mais promissores foram analisados 4 pilares: desenvolvimento social, capital humano, infraestrutura e desenvolvimento econômico – essenciais para evolução de qualquer negócio.

Foi constatado que em termos de desenvolvimento econômico Barueri é o verdadeiro vencedor, com destaque para criação de empresas e PIB Per Capita.

Neste artigo vamos aprofundar os motivos que levaram a cidade de Barueri para o 1º lugar no ranking das melhores cidades para se investir. Vamos listar 9 razões para esta cidade estar no radar das empresas como uma boa opção para expansão dos seus negócios.

 

LOCALIZAÇÃO

Se você quer atrair clientes para sua nova filial, você deve se preocupar com a localização do seu negócio. Veja como Barueri se destaca.

Sua localização estratégica é uma das vantagens, ela está a menos de 30 quilômetros de São Paulo e a menos de 100 qui­lômetros de dois aeroportos: Cumbica, em Guarulhos, e Viracopos, em Campinas.

Além disso, é cortada pela rodovia Castelo Branco, ligação da região metropolitana ao interior, e pelo trecho oeste do rodoanel Mário Covas, um contorno da capital que interliga dez rodovias. O resultado dessa malha de rotas de escoamento é a facilidade para alcançar centros de produção e mercados consumidores, constituindo um dos maiores polos logísticos do país.

Veja o exemplo da empresa mineira Jamef, que atua na entrega de encomendas, decidiu neste ano triplicar o tamanho de seu centro de distribuição em Barueri, ali ela recebe mercadorias vindas de várias partes do Brasil, para redistribuição na região metropolitana de São Paulo.

O investimento na ampliação foi de 2 milhões de reais e a perspectiva é de que a produtividade cresça 20%, de 18 para 22 entregas por veículo a cada dia.

Mas nem sempre foi assim, antes a Jamef dividia o trabalho com um centro na Vila Guilherme, bairro da zona norte da capital. Os motivos para a mudança foram a busca por mais eficiência e por custos menores, vitais em tempos de recessão econômica.

“Os acessos ao rodoanel e à rodovia Castelo Branco, oferecidos por Barueri, tornam as entregas mais ágeis e reduzem gastos com combustível e hora extra – Não tenho dúvida de que vir para Barueri foi a escolha certa e, por isso, ampliamos a presença na cidade.”, diz Adriano Depentor, presidente da Jamef.

Assim como a Jamef, outras empresas têm apostado que Barueri é o local ideal para manter as operações. Em setembro de 2014, a montadora Caoa mudou para lá seu centro de distribuição de peças que funcionava na goiana Anápolis.

 

SETOR IMOBILIÁRIO

O setor imobiliário é outro que alavanca negócios. “O estudo só reforça a aposta da MPD na região. A empresa está há mais de 30 anos atuando na incorporação e construção de apartamentos de alto padrão. Estamos orgulhosos por fazer parte dessa conquista e reforçamos que continuaremos investindo e acreditando na região, como pólo potencial de crescimento”, afirma Mauro Dottori, presidente da MPD.

Recém-chegado a Alphaville, o hotel Blue Tree é outra aposta no crescimento. “Estou muito feliz em termos levado nossa rede à Barueri, região promissora e estratégica que sempre observei e admirei, centro de negócios acolhedor e organizado. É considerada uma das melhores cidades do país para crescer profissionalmente, contribuindo para que se fortaleça como destino, para empregabilidade dos moradores e desenvolvimento de sua vocação para o turismo de negócios”, declara a Sra. Chieko Aoki, presidente da Blue Tree Hotels.

 

INVESTIMENTOS

Quando você procura investir seu capital primeiro busca saber como aquele recurso será utilizado, tanto por empresas como em cidades.

Essa é uma forma segura de trabalhar principalmente quando você tem uma micro ou pequena empresa.

Para a ACIB (Associação Comercial e Industrial de Barueri) não resta dúvida de que é preciso investir nos pequenos, de acordo com Moacyr Correa Felix presidente da associação. Hoje são congregados mais de 1.900 empresários, sendo maioria micro e pequenos, e existe um esforço, junto com o Sebrae, para endereçar uma lei municipal que faça com que parte do orçamento municipal seja investido em micro e pequenas empresas do município e com isso fazer a roda girar e beneficiar as pessoas.”

Uma pesquisa revela que até dezembro de 2017, Barueri deverá atrair 4 bilhões de reais em investimentos, de empresas como a Azul, de transporte aéreo e a AES Eletropaulo, de distribuição de energia. Desde 2014, 370 empresas escolheram a cidade para se instalar. A administradora de programas de fidelidade Multiplus acaba de mudar sua sede de São Paulo para lá.

 

INFRAESTRUTURA E INOVAÇÃO

Agostinho Pascalicchio, professor de economia da Universidade Mackenzie, diz que o bom nível de qualidade de vida, mão de obra de qualidade e por ser uma cidade periférica com boa infraestrutura, foram passos naturais para Barueri se desenvolver.

Na opinião do especialista, é pela diversidade que Barueri se destaca. “A cidade é uma alternativa consistente de descentralização de São Paulo. Pode oferecer serviços de qualidade fora da capital e isso vai atrair cada vez mais empresas”.

Infraestrutura e acessos têm boa contribuição nesta conquista. Para Eduardo Camargo, presidente da CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, “entendemos que, ao ter responsabilidade sobre rodovias que atendem o município, servimos como um vetor para a realização dos negócios. Queremos estar próximos e ajudar a fomentar o aquecimento da região”.

A construção do bairro, com boa in­fraes­trutura, atraiu profissionais com qualificação e alta renda. O produto interno bruto per capita de Barueri é superior a R$ 130.000 — a média no estado de São Paulo é de R$ 33.000; e, no Brasil, de R$ 22 000.

A primeira geração de moradores foi formada por executivos de grandes empresas, que criaram os filhos nas melhores escolas da região.

A segunda geração tem investido no próprio negócio. O número de pequenos empreendedores na cidade cresceu quatro vezes nos últimos quatro anos, a maior taxa da região metropolitana. O clima de cidade do interior contribui para novas parcerias de negócios.

A Urban Systems aponta a importância da infraestrutura local. A integração gerada após a conclusão do trecho Oeste do Rodoanel expandiu o potencial logístico da região, que apresenta além de instituições financeiras, centros de distribuição e centro comercial bem desenvolvido, porém concentrado, e um desenvolvimento imobiliário vigoroso, com destaque para imóveis em Alphaville, Inspire Business junto ao centro da cidade, com proposta de apartamentos residenciais de médio padrão para 2.000 famílias, Empreendimento Comercial com salas e centro comercial com 16 lojas.

Em relação aos empregos, destaque para os serviços, áreas de tecnologia, mão de obra temporária e teleatendimento.

No centro da cidade está instalado desde 2004 um Ganha Tempo, núcleo com 230 serviços para a população — como os de cartório e de confecção de documentos. As empresas grandes têm presença forte. Do total de negócios do município, 5% contam com mais de 100 empregados, ante a média estadual de 1,7%, e a nacional de 1,5%.

A distribuidora de energia AES transferiu em 2012 seus três escritórios da capital paulista para uma única sede em Barueri, a qual abriga 1.500 funcionários. “Reduzimos o pagamento de imposto predial de 600.000 para 30.000 reais por ano”, diz Paulo Camillo, vice-presidente de relações institucionais da AES. “E nos tornamos mais eficientes.”

 

SERVIÇOS E VAREJO

Por falar em serviços, Barueri se destaca pelos shoppings centers que sempre serviram para fomentar novos negócios. “Acreditamos no potencial do município, que é polo de negócios consolidado. O Iguatemi Alphaville, desde a concepção, preocupou-se em entender as necessidades do público local e oferecer produtos e serviços de qualidade. Nessa trajetória de quase 5 anos, acompanhamos o crescimento de Barueri”, afirma Ednaldo Souza Jr., gerente geral do Iguatemi Alphaville.

Mais antigo, o shopping Tamboré, na cidade desde 1992, investe cada vez mais em marcas nacionais e internacionais. “Ao longo dos anos, o progresso da região é perceptível, e Barueri se transformou no mais significativo pólo empresarial do Brasil graças ao investimento e árduo trabalho de quem acreditou na região desde sempre, e nos sentimos muito orgulhosos em fazer parte de tudo isso”, diz Marcus Borja, superintendente do Shopping Tamboré.

O varejo também faz parte do crescimento. “Estamos presentes nesta praça há 30 anos, pois acreditamos fortemente no desenvolvimento da região. Entendemos que existe demanda expressiva em perecíveis e isso vem ao encontro ao nosso alinhamento e da importância que damos a estes produtos. Nossos clientes são fiéis aos nossos serviços e por isso seguiremos investindo forte na região” declara Farias Souza, diretor do Giga Associados.

Também recente em Alphaville, a Loggi, plataforma de serviços de motofrentistas e que vem crescendo a cada mês, aposta na região. “A decisão de instalar a Loggi em Barueri está sendo determinante para nosso sucesso”, diz Fabien Mendez, CEO da Loggi. Ele ressalta a excelente infraestrutura pública e de comunicação, acesso a um pool de talentos locais e a ajuda da administração pública.

 

INDÚSTRIA – AMBIENTE DE NEGÓCIOS

As indústrias também prosperam. Uma das mais antigas, a Klüber Lubrication chegou em 1984. “Viemos atraídos pelo projeto de um polo industrial, com muitas vantagens em relação a São Paulo. Hoje, mais desenvolvida e com nova abordagem imobiliária, Barueri continua oferecendo boa infraestrutura, sem perder o foco na segurança que, para nós, é um dos valores mais importantes de nossas operações. A proximidade de centros empresariais como São Paulo e a acessibilidade por rodovias tornam a localização interessante para funcionários, clientes e fornecedores. Gostamos tanto da região que, em 2013, foi instalado em Barueri o centro de serviços compartilhados do Grupo Freudenberg do qual a nossa empresa é parte integrante”, afirma Enrique Garcia, CEO da Klüber Lubrication América do Sul.

 

SETOR PRIVADO E TRIBUTAÇÃO

Isso é bastante simples. As empresas são atraídas para Barueri principalmente por causa da combinação de incentivos tributários com burocracia reduzida.

Como parte dos benefícios fiscais, desde a década de 90, o município mantém a alíquota do imposto sobre serviços em 2% das receitas, o mínimo permitido por lei, enquanto São Paulo cobra 5%.

O cadastro de uma empresa na prefeitura é feito em dois dias, e a emissão de alvarás de funcionamento é realizada pela internet.

Mário Lopes, secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, diz que o crescimento está só começando.

“Temos muito a fazer, muitas empresas nos procuram. Em dezembro virá para cá a Liquigás, trazendo de 300 a 400 pessoas à região. Também em dezembro chega a Leroy Merlin, absorvendo mais 300 trabalhadores”.

 

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

A ideia é promover encontros mensais entre representantes dos setores público e privado para discutir problemas da cidade. Barueri tem trânsito até São Paulo em horários de pico, baixa quanti­dade de leitos nos hospitais e grande perda na distribuição de água.

De nada adianta ter incentivos para instalar o negócio em uma cidade se ela não contar com mão de obra especializada. Barueri tem acesso a profissionais qualificados de São Paulo e da região. A cidade recebe diariamente uma média de 280 000 pessoas a trabalho. Um quarto dos profissionais que trabalham em Barueri tem curso superior — a média no estado de São Paulo é de 21%; e, no Brasil, de 18,5%.

 

EDUCAÇÃO – PROGRAMAS DE TREINAMENTO

Hoje Barueri conta com uma faculdade mantida pela prefeitura, com a oferta de 100 vagas em áreas que as empresas locais mais buscam profissionais, como tecnologia da informação. “A cidade ainda contratou a Fundação Getúlio Vargas para auxiliar numa reforma administrativa, para manter a qualidade dos serviços e se mantendo como referência regional”, diz o prefeito Gil Arantes.

“Aqui sempre houve esforço para trazer unidades do serviço de aprendizado para a indústria, institutos técnicos e faculdades de tecnologia”, diz o prefeito de Barueri, Gil Arantes. “A atração exercida pela cidade se dá pela mão de obra disponível.”

No início da década de 90, foi criada a Fundação Instituto de Educação de Barueri, uma autarquia municipal que mantém duas escolas de ensino fundamental e médio — a terceira e a oitava escolas municipais mais bem colocadas nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio em 2014 — e seis institutos técnicos com 22 cursos, entre eles administração, contabilidade, logística e informática, que formam 3.500 alunos por ano.

A fundação mantém parcerias com cerca de 2.500 empresas para a oferta de estágio aos alunos. A Capgemini, mul­tinacional francesa de serviços de tecnologia, é uma das associadas. “Só con­seguimos nos instalar em cidades que são provedoras de mão de obra com especialização em tecnologia”, diz ­Paulo Marcelo Lessa Moreira, presidente da Capgemini no Brasil.

“Conseguimos encontrar o que precisamos em Barueri, onde empregamos 2 500 pessoas.” Com boa combinação entre capital humano e infraestrutura, a cidade deve continuar atraindo negócios.

No vídeo a seguir, produzido pela prefeitura de Barueri, é possível ver o melhor que a cidade tem a oferecer:

Conclusão

Mesmo que existam muitos fatores que podem ajudá-lo a decidir se deve abrir seu negócio ou expandir sua empresa em Barueri, esses 9 motivos irão ajudar você em seu caminho para uma escolha mais assertiva.

Como você sabe, o processo de expansão é cheio de desafios. Se você quiser alcançar mais sucesso do que seus concorrentes, tire proveito das informações e oportunidades que a maioria não leva em consideração.

Você conhece a cidade de Barueri? Você adicionaria outros motivos à lista? Compartilhe seus pensamentos na seção de comentários abaixo.


 

Você se identificou com Barueri? Talvez você goste desta oportunidade para abrir seu negócio

>> Lojas de 80m² a 300m² – Centro Comercial – Barueri Inspire Business

Compartilhe essa notícia!


Comente! ( comentários)